CLASSIFICAÇÃO INTERNA

ABORDAGEM DA BRADICARDIA

 

Autor: Filipe Cerca (USF Valbom / ACeS Grande Porto II – Gondomar)

Validação: Gustavo Santos (USF Bom Porto / ACeS Grande Porto V – Porto Ocidental)

Atualização: 01/02/2019

Utente com bradicardia
[Not supported by viewer]
Avaliar utente com abordagem ABCDE
[Not supported by viewer]
Utente sintomático ou com sinais de gravidade ?
[Not supported by viewer]
Risto de assistolia
[Not supported by viewer]
Vigiar
[Not supported by viewer]
Frequência cardíaca < 60 bpm
[Not supported by viewer]
A - Permeabilidade da via aérea
B - Respiração
C - Circulação
D - Estado de consciência
E - Pele
[Not supported by viewer]
Inclui:
1) Hipotensão.
2) Síncope.
3) Isquemia do miocárdio.
4) Insuficiência cardíaca.
5) Depressão estado de consciência.

[Not supported by viewer]
Identificar e tratar causas reversíveis
[Not supported by viewer]
Avaliar ECG
12 derivações
[Not supported by viewer]
Ponderar efeito lateral de medicação
[Not supported by viewer]
Inclui:
1) Enfarte agudo do miocárdio.
2) Alterações electrolíticas:
Hipercalémia; Hipocalémia; Hipoglicemia
3) Hipotiroidismo.
4) Hipóxia/Hipercápnia.
5) Infecção / pós-infecção:
Doença de Lyme; Sífilis; Leptospirose; Malária; Legionela.
[Not supported by viewer]
Não
[Not supported by viewer]
Não
[Not supported by viewer]
Sim
[Not supported by viewer]
1) Atropina 0,5-1 mg EV. 




[Not supported by viewer]
Inclui:
1) Assistolia recente.

2) Bloqueio AV Mobitz II 

3) Bloqueio AV completo, com QRS largo.

4) Pausas ventriculares > 3 seg.
[Not supported by viewer]
Resposta satisfatória
[Not supported by viewer]
Iniciar medidas intermédias
(ponderar apoio especializado)
[Not supported by viewer]
Sim
[Not supported by viewer]
Sim
[Not supported by viewer]
1) Toxicidade bloq. canais de cálcio:
Cloreto de cálcio 10%, 1-2 gramas, EV a cada 10-20 minutos ou infusão 0.2-0.4 ml/kg/h; ou

Gluconato de cálcio 10%, 3-6 gramas, EV a  cada 10-20 minutos ou infusão 0.6-1.2 ml/kg/h.

Se necessário: bólus insulina 1 UI/Kg seguido de infusão 0,5 UI/Kg/hora.

2) Toxicidade beta-bloqueador:
Glucagon, 3-10 mg, EV, com infusão 3-5 mg/hora.

Se necessário: bólus insulina 1 UI/Kg seguido de infusão 0,5 UI/Kg/hora.

3) Toxicidade digoxina:
Administrar anticorpo anti-digoxina de acordo com a concentração sérica (1 vial liga aproximadamente 0,5 mg digoxina).

4) Toxicidade opióides:
Naloxona 0,4 mg EV
[Not supported by viewer]
Não
[Not supported by viewer]
1) Atropina 0,5-1 mg EV (repetir a cada 3-5 minutos até dose máx. de 3 mg); ou

2) Isoprenalina 5 mcg/min; ou

3) Adrenalina 2-10 mcg/min.

Se EAM com bloqueio AV optar por:
Aminofilina 250 mg EV bólus

Na presença de sintomas severos ou instabilidade hemodinâmica deve optar-se logo por pacing.
[Not supported by viewer]
Persistência ou agravamento dos sintomas
[Not supported by viewer]
Ponderar pacing
[Not supported by viewer]
CONTRA-INDICAÇÃO:
1) Glaucoma ângulo fechado.
2) Íleo paralítico.
3) Hipertrofia prostática.
4) Isquemia do miocardio
5) Colite ulcerativa severa
6) Megacólon tóxico
7) Miastenia grave

[Not supported by viewer]
Na presença de ritmo sinusal sustentado no utente que se mantém assintomático, ponderar alta com indicação para realizar estudo em ambulatório (ECG, holter, ecocardiograma, estudo analítico) e posterior referenciação a consulta externa de cardiologia.

Se utente inicia sintomas e/ou sinais de gravidade ou se ocorre recidiva após tratamento de causas reversiveis, deverá iniciar medidas intermédias.
[Not supported by viewer]

BIBLIOGRAFIA:

Kusumoto FM et al. 2018 ACC/AHA/HRS Guideline on the Evaluation and Management of Patients With Bradycardia and Cardiac Conduction Delay. 

Burria H, Dayala N. Acute management of bradycardia in the emergency setting. Cardiovasc Med. 2018;21(04):98-104

Adult Bradycardia Algorithm – Ressuscitation Council (UK) Guidelines 2015.